Como dimensionar cabos elétricos residenciais

Saber como dimensionar e escolher cabos e fios condutores para uma instalação elétrica deve ser parte do conhecimento obrigatório para os eletricistas prediais. Escolher o cabo elétrico correto depende de normas e cálculos bem definidos. Os cabos para chuveiro, aterramento, tomadas, iluminação e motores tem normas de dimensionamento com variações e detalhes extremamente importantes.

Como dimensionar cabos elétricos?
Saber calcular quantos amperes um cabo deve suportar pode ajudar no dimensionamento através da utilização das tabelas que são fornecida pelos fabricantes. O dimensionamento correto de disjuntores em cada fase, circuito e geral também tem relação com o dimensionamento dos condutores.

A norma NBR-5410 estipula alguns critérios que devem ser levados em consideração ao se dimensionar um condutor elétrico. A primeira coisa que é importante compreender é quais as sessões mínimas de cabos estipuladas dentro das instalações, e é isso que mostra a tabela 47 a seguir:

É importante frisar que os valores apresentados na tabela são referentes ao critério mínimo, ou seja, não podem ter cabos menores que estes para estas determinadas funções.

Outro ponto importante é saber qual o método de instalação do cabo, no caso de instalações residenciais, a maior parte destas instalações são em eletrodutos embutidos em alvenaria. Segundo a tabela 33 da NBR-5410 o método de instalação é o número 7 e a referência para instalação B1, como mostra na tabela abaixo:

É importante frisar que os valores apresentados na tabela são referentes ao critério mínimo, ou seja, não podem ter cabos menores que estes para estas determinadas funções.

Outro ponto importante é saber qual o método de instalação do cabo, no caso de instalações residenciais, a maior parte destas instalações são em eletrodutos embutidos em alvenaria. Segundo a tabela 33 da NBR-5410 o método de instalação é o número 7 e a referência para instalação B1, como mostra na tabela abaixo:

O próximo passo é descobrir qual a quantidade ideal de cabos do circuito são carregados. Para isso, vamos seguir as indicações da tabela 46 também da NBR-5410. Observe atentamente as especificações dos cabos, porque esta informação será muito importante para o dimensionamento.

Em seguida você deve consultar a tabela de condução de corrente. Esta tabela pode variar de acordo com o tipo de condutor, com o tipo de isolação, de acordo com a temperatura do condutor e também com a temperatura ambiente. Para as instalações residenciais, o cabo com isolação em PVC e condutor de cobre é o mais utilizado, por isso vamos consultar a tabela 36 da NBR-5410 que está aparecendo a seguir:

Como dimensionar cabos elétricos?

Para dar sequência e para facilitar ainda mais a compreensão, vamos criar um exemplo e aplicá-lo dentro das tabelas apresentadas. A corrente de projeto do circuito que será dimensionado é de 18 amperes, o cabo utilizado tem isolação em PVC, visando utilizar as tabelas apresentadas, o número de circuitos dentro do eletroduto será 4 e o método de referência é o B1, que representa o embutido em alvenaria.

Siga a coluna do método B1, observando a quantidade de cabos carregados que neste caso citado são 2, fase e neutro. Em seguida você deve procurar o valor de corrente mais próximo da quantidade de amperes do circuito, no exemplo são 18, ou seja, procure o valor mais próximo, neste caso foi 24. É muito importante usar o valor superior e nunca o inferior. Se a aplicação dos dados foi correta, a tabela de dimensionamento vai mostrar que o cabo correto seria o de 2,5mm², como mostra na imagem a seguir:

Como dimensionar cabos elétricos?

Mas o dimensionamento correto não termina aqui! É necessário levar em consideração a quantidade de circuitos dentro do eletroduto. Cada quantidade de circuitos requer um fator de correção diferente e é isso que mostra a tabela 42 da NBR-5410 abaixo:

Como dimensionar cabos elétricos?

Como o nosso exemplo utilizou 4 circuitos, o fator de correção neste caso é de 0,65. Agora você deve utilizar este fator de correção na capacidade de condução do circuito de 2,5 mm² dentro de um eletroduto com 4 circuitos. Para isso você deve utilizar a seguinte fórmula: Iz = Ic x Fc.

Iz – (o valor da corrente de condução do condutor corrigida), ou seja, o valor que queremos encontrar.
Ic – (o valor da corrente de condução do condutor na tabela), ou seja, 24A.
Fc – (fator de correção), ou seja, 0,65.
Neste caso temos Iz = 24A x 0,65, tendo como resultado, Iz = 15,6A, que é o resultado apresentado na imagem abaixo:

Como dimensionar cabos elétricos?

É importante observar se o valor que encontrar, no caso 15,6A é condizente com a condução necessária da corrente de projeto do circuito. No exemplo utilizado a corrente é de 18A, ou seja, o cabo de 2,5 mm² não vai conseguir conduzir a corrente correta, necessitando de um cabo mais grosso.

Voltando para a tabela de dimensionamento, o próximo valor dentro dos dados apresentados no exemplo é de 32A. Jogando este novo valor na fórmula (Iz = Ic x Fc), do fator de correção você encontra o seguinte: Iz= 32A x 0,65, tendo como resultado, Iz = 20,8A. Portanto, o cabo ideal para este exemplo apresentado é o de 4,0 mm² que é o que mostra a imagem a seguir:

Como dimensionar cabos elétricos?

Se você quiser sanar qualquer tipo de dúvida que possa ter ficado, confira o vídeo a seguir e veja o passo a passo de como dimensionar corretamente seguindo os exemplos que apresentamos neste artigo.

.

Considerações finais
A utilização do cabo de 2,5 mm² neste caso apresentado não significa que a instalação irá apresentar um problema imediato. Mas certamente haverá um aquecimento excessivo destes cabos, aumentando consideravelmente o consumo de energia elétrica. Além disso, em longo prazo pode haver derretimento da capa isolante do cabo acarretando em uma série de problemas.

You may also like...